VoltarImprimir

Notícias

Institucional15/12/2017
Sistema Eletrônico de Informações (SEI) é implantado no MPMG com objetivo de reformular modelo de trabalho

Nova plataforma digital promove eficiência dos processos e documentos internos da instituição

Sistema Eletrônico de Informações (SEI) é implantado no MPMG com objetivo de reformular modelo de trabalho

Redefinição do modelo de trabalho, com foco na promoção de uma gestão mais eficiente e na economia para os cofres públicos. Esse é o principal objetivo do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), software em fase de implantação pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e que foi tema de palestra ministrada na manhã desta sexta-feira, 15 de dezembro, na Procuradoria-Geral de Justiça.

As vantagens do novo sistema foram detalhadas pelo administrador do governo do estado do Tocantins e coordenador de Sistemas Eleitorais e Logísticas das Eleições do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), Fernando Mendonça Almeida, que participou e deu suporte à implantação do software em diversos órgãos públicos brasileiros.

O palestrante conduziu, também, treinamentos para servidores da instituição durante toda a semana, no Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf). Nos dias 11 e 12 de dezembro, o público-alvo foram os servidores de unidades responsáveis pela operação do sistema, e, nos dias 13 e 14, foram treinados 80 multiplicadores de todas as áreas administrativas.

Já utilizada por mais de 200 órgãos públicos e privados no país, a plataforma permite a gestão e o processamento eletrônico de documentos, expedientes e processos administrativos, sem a utilização de papel. Reduz custos com a tramitação e armazenamento de documentos, dá celeridade ao andamento dos processos, elimina perdas e extravios e permite o compartilhamento de informações, de forma simultânea, para diversos usuários. O acesso é feito pela internet e o próprio sistema gerencia o nível de acesso das unidades e usuários envolvidos.

Desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o sistema apresenta diversas funcionalidades, como estatísticas da unidade, base de conhecimento, modelos de documentos, textos padrão, sobrestamento de processos, assinatura em bloco, organização de processos em bloco, comunicação de novos eventos em tempo real, entre outras.

Fernando destacou o caráter intuitivo da ferramenta, sua versatilidade e a agilidade na transmissão dos dados. Mencionou, ainda, a confiabilidade dos atos e a acessibilidade do sistema. “O SEI é um patrimônio institucional. A eliminação dos papéis é apenas uma das inúmeras vantagens. O sistema veio reformular todo um modelo de trabalho, melhorar a qualidade de vida dos integrantes da instituição e tornar o ambiente institucional mais agradável”.

De acordo com a diretora-geral do MPMG, Clarissa Duarte Martins, a implantação do software representa um ganho imenso para a segurança, a organização e a eficiência dos atos institucionais. “A implantação do sistema é parte de um projeto ainda maior de modernização da instituição, que exigirá o envolvimento de todos”, acrescentou.

Também compôs a mesa de abertura da palestra o Superintendente de Planejamento e Coordenação  (Copli/SPC), Luis Armando Pereira Lima. O procurador-geral adjunto administrativo, Heleno Rosa Portes, representou o procurador-geral de Justiça, Antônio Sérgio Tonet, que participava de outro compromisso institucional.


Ministério Público de Minas Gerais
Superintendência de Comunicação Integrada
Diretoria de Imprensa
Tel: (31) 3330-8016/3330-8166
Twitter: @MPMG_Oficial
Facebook: www.facebook.com/MPMG.oficial
Instagram: www.instagram.com/MPMG.oficial
15/12/2017


Compartilhar: