VoltarImprimir

Notícias

Institucional29/12/2017
PGJ/MG reafirma apoio à Operação Fênix e salienta a importância da harmonia entre as instituições do sistema de segurança
PGJ/MG reafirma apoio à Operação Fênix e salienta a importância da harmonia entre as instituições do sistema de segurança

O procurador-geral de Justiça de Minas Gerais, Antônio Sérgio Tonet, recebeu o chefe da Polícia Civil, João Octacílio Silva Neto, o corregedor-geral da Polícia Civil, Gustavo Adélio Lara Ferreira, e lideranças sindicais da categoria, para avaliar os desdobramentos da Operação Fênix, realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaeco) de Uberlândia.

Também participaram da reunião convocada pela Procuradoria-Geral de Justiça a coordenadora do Gaeco Central, procuradora de Justiça Cássia Virgínia Serra Teixeira Gontijo, o chefe de Gabinete, promotor de Justiça Edson Baeta, o secretário-geral, promotor de Justiça João Medeiros Neto e o coordenador do GSI e assessor especial da PGJ, procurador de Justiça Denilson Feitoza Pacheco.

No encontro, Tonet reafirmou sua total confiança no trabalho dos promotores de Justiça do Gaeco de Uberlândia, especialmente na condução da operação Fênix, realizada de forma profissional e eficiente, defendendo a importância do relacionamento harmônico entre as instituições do sistema de segurança como forma de se obter melhores resultados no combate à criminalidade, que não pode prescindir da participação efetiva da Polícia Judiciária Civil do Estado de Minas Gerais.

Na oportunidade, o procurador-geral de Justiça ouviu com atenção as reclamações e ponderações feitas pelos integrantes da corporação, enfatizando, no entanto, que as investigações foram regularmente conduzidas, nos termos da ordem constitucional e legal e que todas as prisões preventivas e ordens de busca e apreensão foram autorizadas judicialmente e realizadas sob a supervisão direta dos promotores de Justiça.

Acrescentou, ainda, que, na manhã do dia 19 de dezembro de 2017, data da mencionada operação, enviou a coordenadora do Gaeco Central a Uberlândia para acompanhar, in loco, os seus desdobramentos e oferecer o apoio da Administração aos trabalhos.

Gaecos Regionais

O chefe do Ministério Público de Minas Gerais destaca também a excelência dos trabalhos que os Gaecos Regionais vêm desenvolvendo em todo o Estado, pontuando que tais órgãos desempenham um papel fundamental no combate ao crime organizado.

Para tanto, apesar da notória carência de promotores de Justiça, foram designados sete membros para o exercício exclusivo de suas atividades nos Gaecos do interior do Estado, além daqueles quatro que atuam no Gaeco Central.



Ministério Público de Minas Gerais
Superintendência de Comunicação Integrada
Diretoria de Imprensa
Tel: (31) 3330-8016/3330-8166
Twitter: @MPMG_Oficial
Facebook: www.facebook.com/MPMG.oficial
Instagram: www.instagram.com/MPMG.oficial
29/12/2017 
 


Compartilhar: