VoltarImprimir

Notícias

Crime Organizado14/11/2017
Operação prende quatro homens suspeitos de integrar grupo responsável por explosões de caixas eletrônicos no norte de MG

Na manhã desta terça-feira, 14 de novembro, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), a Polícia Militar (PMMG) e a Polícia Civil deflagraram a operação “Conta Encerrada”, que  investiga ações criminosas envolvendo uma quadrilha especializada em explosões de caixas eletrônicos no norte do estado.

A ação cumpriu quatro de seis mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça. Os presos são suspeitos de integrarem a organização criminosa que efetuava estouros de caixas em Capitão Enéias e outros municípios da região. Dois homens também suspeitos de fazer parte do grupo estão foragidos.

Conforme as investigações, pelo menos quatro suspeitos estavam presos desde julho de 2015 e foram libertados em julho de 2017, quando se juntaram para a prática dos crimes investigados agora.  Um dos homens, mesmo cumprindo o benefício de “saída temporária”, garantido pela lei, participou do ataque  à  Agência Bancária em Capitão Enéas. Nesta ação, a Polícia Militar efetuou a prisão de suspeitos e apreendeu seus armamentos. A partir daí, ocorreu a coleta das informações que levaram às prisões efetuadas nesta terça.

A operação “Conta Encerrada” contou a participação de 40 integrantes da Polícia Militar e de 37 policiais civis.


Fonte: Gaeco

Ministério Público de Minas Gerais
Superintendência de Comunicação Integrada
Diretoria de Imprensa
Tel: (31) 3330-8016/3330-8166
Twitter: @MPMG_Oficial
Facebook: www.facebook.com/MPMG.oficial
Instagram: www.instagram.com/MPMG.oficial
14/11/2017


Compartilhar: