VoltarImprimir

Notícias

Institucional19/11/2020
MPMG condecora três agraciados com Medalha do Mérito

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), realizou, nesta quinta-feira, 19 de novembro, três agraciamentos da Medalha do Mérito do Ministério Público Promotor de Justiça Francisco José Lins do Rego Santos. Receberam a honraria, entregue anualmente a pessoas que, por seus méritos e relevantes serviços prestados à sociedade e à cultura jurídica, têm contribuído para o desenvolvimento do país e para a justiça social, a procuradora-chefe da Procuradoria da República em Minas Gerais, Isabela de Holanda Cavalcanti; o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais (MPT-MG), Arlélio de Carvalho Lage; e a servidora do MPMG, Valéria Rita Moreira dos Santos.



A entrega da Medalha do MP integra a programação da Semana do Ministério Público, mas, como medida de segurança em virtude da pandemia do novo coronavírus, as homenagens estão sendo realizadas individualmente no gabinete do procurador-geral de Justiça, Antônio Sérgio Tonet.

Veja aqui mais fotos dos agraciamentos.

Isabela Cavalcanti e Arlélio Lage fizeram questão de ressaltar a honra de receberem a medalha que leva o nome de Chico Lins. A procuradora da República lembrou que ela, carioca, chegou a Belo Horizonte para assumir seu posto no MPF à época do assassinato do promotor de Justiça, em 2002. Assim, assistiu as homenagens prestadas à trajetória de Lins no MPMG, que, segundo ela, serviu e serve de inspiração para sua carreira. Já o procurador do Trabalho rememorou atuações conjuntas com Chico Lins, destacando a dedicação e comprometimento do colega com a sociedade.

Isabela estava acompanhada pelos procuradores da República Ângelo Giardini e Patrick Salgado, enquanto Arlélio foi acompanhado pela vice procuradora-chefe do MPT/MG, Márcia Campos Duarte. Participaram ainda das cerimônias de agraciamento o  procurador-geral de Justiça adjunto institucional, Marcos Tofani; o secretário-geral, Gilberto Osório Resende; o chefe de gabinete, Carlos Henrique Tôrres de Souza; o diretor da Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional, Edson Baeta; a assessora especial, Kátia Suzane Lima Mendes Araújo; e a coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Andressa Lanchotti.



Antônio Sérgio Tonet destacou o fortalecimento do trabalho em conjunto desenvolvido pelas instituições nos últimos quatro anos, apontando como fundamental para isso a transparência verificada nas interlocuções, tendo sempre em primeiro plano o interesse público. “Dessa forma, o diálogo sai fortalecido e mesmo as divergências, comuns nas atuações em parceria, são discutidas a partir de um nível de confiança mútuo que contribui muito para a efetividade das ações”, disse Tonet.

Isabela Cavalcanti afirmou que a homenagem, recebida não apenas em nome dela, mas também do Ministério Público Federal, simboliza a parceria enfatizada por Tonet. “Esse estreitamento nas relações leva a um crescimento do Ministério Público como um todo”, concluiu ela.

A outra condecoração do dia foi para Valéria Rita, analista do MPMG desde 2002 e, desde 2008, coordenadora administrativa do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O procurador-geral de Justiça revelou que a indicação de Valéria foi aprovada, não apenas pelo Conselho da Medalha, por unanimidade, mas também por diversos membros e servidores, que o abordaram para referendar a escolha.

“Atitudes que reforçam o quanto você representa bem seus colegas e tem a admiração de todos que têm contato com você, refletindo não apenas sua competência e profissionalismo, mas também sua personalidade e caráter”, elogiou Antônio Sérgio Tonet.



Essa realidade foi atestada pela procuradora de Justiça Cássia Virgínia Gontijo, ex-coordenadora do Gaeco, e pelo superintendente de Recursos Humanos, Junio Cesar Doroteu, que participaram da entrega da medalha. “A forma como ela lida com as pessoas e com o dia a dia faz com que o trabalho a seu lado seja mais leve”, adirmou Cássia. “A indicação da Valéria valoriza não só ela, mas todos os servidores da instituição”, completou Junio.

Valéria se disse lisonjeada e, ainda mais feliz, por ter tido o reconhecimento de seu trabalho quando ainda está na ativa. Ela salientou que sua postura e dedicação vêm dos ensinamentos e dos valores familiares, além da convivência com seu marido e seu filho. “Se for para eu fazer algo, busco fazer sempre bem feito. Fico realmente muito agradecida e emocionada e espero cada vez mais poder contribuir com a instituição”, finalizou.

Trajetórias
Isabela de Holanda Cavalcanti é procuradora da República desde 2002, e assumiu o cargo de procuradora-chefe da Procuradoria da República em Minas Gerais, no ano de 2017.

Arlélio de Carvalho Lage está em sua segunda gestão como procurador-chefe do MP/MG, instituição na qual ingressou 1993, no cargo de procurador do Trabalho. Foi promovido a procurador regional do Trabalho em 2010 e exerceu os cargos de procurador-chefe também no biênio 2010/2011 e de vice-procurador-chefe no biênio 2014/2015.

Valéria Rita Moreira dos Santos é bacharel em Biblioteconomia, e especialista em Estudos de Criminalidade e Segurança Pública e em Gestão da Informação. Desde 2002 é analista do MPMG e, desde 2008, coordenadora administrativa do Gaeco.

Fotos: Eric Bezerra/MPMG

Ministério Público de Minas Gerais
Superintendência de Comunicação Integrada
Diretoria de Imprensa
Twitter: @MPMG_Oficial
Facebook: www.facebook.com/MPMG.oficial
Instagram: www.instagram.com/MPMG.oficial
E-mail: jornalismo@mpmg.mp.br
19/11/2020