VoltarImprimir

Notícias

Direitos Humanos14/02/2019
Em nova audiência, instituições apresentam avanços nas negociações com a Vale para adoção de medidas emergenciais diante do desastre em Brumadinho

Próxima audiência será na quarta-feira, 20 de fevereiro

Na tarde de hoje, 14 de fevereiro, foi realizada a segunda audiência na 6ª Vara da Fazenda Pública de Belo Horizonte para discutir os termos das medidas emergenciais a serem tomadas pela Vale em razão dos danos causados pelo rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, no dia 25 de janeiro em Brumadinho.

Durante a audiência, os promotores de Justiça relataram que as negociações estão sendo diárias. Segundo a ata da audiência, as partes estão próximas de um entendimento sobre a assessoria técnica para os atingidos, doação, pagamento ou sustento emergencial – negociando também a natureza e a correta classificação – recomposição do caixa do Estado, medidas liminares em geral, garantias financeiras e competência dos processos coletivos.

Ao final, foi convocada nova audiência para o dia 20 de fevereiro, às 14h.

Além do juiz, estiveram presentes representantes do Ministério Público de Minas Gerais, Ministério Público Federal, Defensorias Públicas da União e estadual, Advocacia-Geral da União e do Estado e da Vale.

Processo nº 5010709.36.2019.8.13.0024

Leia também:
Justiça marca nova audiência para 14/2, e instituições cobram que Vale acate termos propostos para adoção de medidas emergenciais

Ministério Público de Minas Gerais
Superintendência de Comunicação Integrada
Diretoria de Imprensa
Tel: (31) 3330-8016/3330-8166
Twitter: @MPMG_Oficial
Facebook: www.facebook.com/MPMG.oficial
Instagram: www.instagram.com/MPMG.oficial
14/02/2019