VoltarImprimir

Eventos

13/07/2018 13:00
Painel discute TAC Governança no contexto do rompimento da barragem de Fundão

Data de início: 13 de Julho de 2018 às 13:00 horas.

Data de fim: 13 de Julho de 2018 às 18:30 horas.

Local: Procuradoria-Geral de Justiça - Belo Horizonte

O painel intitulado “TAC Governança: rompimento da barragem de Fundão” será promovido pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), no dia 13 de julho, das 13h às 18h30. O evento será no Auditório Vermelho da Procuradoria-Geral de Justiça (Av. Álvares Cabral, 1690, 1º andar, Santo Agostinho, Belo Horizonte-MG).

Serão abordadas a atuação no MPMG e do Ministério Público Federal no contexto do rompimento da barragem de Fundão, as instâncias de participação dos atingidos e as perspectivas dos movimentos sociais, atingidos e assessorias técnicas. Também haverá espaço para debate com o público presente.

O painel é dirigido a promotores e procuradores de Justiça, servidores e estagiários do MPMG, integrantes de órgãos públicos, movimentos sociais, sociedade civil organizada e pessoas atingidas pelo desastre.

Outras informações podem ser obtidas na Escola Institucional do MPMG, pelo telefone (31) 3330-8388 ou pelo correio eletrônico escolainstitucional@mpmg.mp.br.

As inscrições podem ser feitas aqui.

O evento será transmitido pelo portal do MPMG.


Programação

13h00 – Credenciamento

13h30 – Abertura
        Andressa de Oliveira Lanchotti, presidente da mesa
        Antônio Sério Tonet, Procurador-Geral de Justiça de Minas Gerais
        Antônio de Pádova Marchi Júnior, Diretor no CEAF

13h50 – O TAC Governança e a atuação do MPMG
Andressa de Oliveira Lanchotti, promotora de Justiça e coordenadora do CAOMA/MPMG e da força-tarefa do caso Samarco

14h20 – A atuação do MPF no contexto do rompimento da barragem de Fundão
Helder Magno da Silva, procurador Regional dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal de Minas Gerais

14h50 – Instâncias de participação dos atingidos
André Sperling Prado, promotor de Justiça, coordenador da CIMOS/MPMG

15h50 – Intervalo

16h10 – Perspectivas dos movimentos sociais
        Movimento dos Atingidos por Barragens - MAB

16h40 – Perspectivas dos atingidos e das assessorias técnicas

17h20 – Debate com o público presente

18h30 – Encerramento e certificação