VoltarImprimir

Notícias

Consumidor04/10/2019
Procon-MG divulga pesquisa de preços de combustíveis praticados Patos de Minas

Entre os dias 27 de setembro e 3 de outubro de 2019, o Procon-MG realizou pesquisa de preços de combustíveis em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. O objetivo foi levantar informações sobre o comportamento do mercado, no momento de oscilações do valor do barril de petróleo no âmbito internacional e de frequentes reajustes promovidos pela Petrobras, em suas refinarias, dentro de sua política de preços.

Os dados foram colhidos em 36 dos 38 postos autorizados pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) a comercializar combustíveis automotivos na cidade de Patos de Minas, sendo que os dois únicos postos que não tiveram seus preços colhidos estão situados na zona rural do município, nos distritos de Major Porto e de Areado.

Os trabalhos de coleta envolveram a presença de fiscal do Procon-MG em cada um dos postos revendedores, com a lavratura de formulário próprio, colheita de notas fiscais dos produtos, obtenção de cópias dos registros de análises de qualidades realizados pelas distribuidoras e pelos próprios fornecedores. Os autos de constatação foram instruídos com fotos e vídeos dos painéis e bombas de abastecimento.

A pesquisa apontou variação de preços nos postos revendedores. O valor mais barato para pagamento à vista da gasolina comum foi encontrado no valor de R$ 4,579 o litro, enquanto o preço mais caro foi registrado no valor de R$ 4,898, uma diferença de quase R$ 0,32 por litro de combustível abastecido.

Já o menor preço encontrado para o etanol hidratado foi de R$ 2,849 por litro, ao passo que o valor mais alto cobrado dos consumidores foi de R$ 3,145, uma diferença de aproximadamente R$ 0,30 por litro. Foram também encontradas diferenças de exatos R$ 0,299 por litro de Diesel Comum S-500 e de R$ 0,30 por litro de Diesel S-10.

O Procon-MG ressalta que, nestes trabalhos, a análise da qualidade ficou restrita à verificação sobre se os postos cumprem as normas da ANP, que exigem que sejam registrados os dados de controle de qualidade de cada combustível na saída da distribuidora e quando da entrada do produto no posto revendedor.

O órgão de defesa do consumidor planeja a realização em breve de nova fiscalização, voltada especificamente para a análise de qualidade, com o uso de laboratório móvel e a realização dos ensaios químicos para verificação da qualidade in loco dos produtos.

Confira aqui os preços coletados pela fiscalização do Procon-MG nos postos revendedores de combustíveis entre 27 de setembro e 3 de outubro de 2019.

Fonte: 5ª Promotoria de Justiça da Comarca de Patos de Minas


Ministério Público de Minas Gerais
Superintendência de Comunicação Integrada
Diretoria de Imprensa
Twitter: @MPMG_Oficial
Facebook: www.facebook.com/MPMG.oficial
Instagram: www.instagram.com/MPMG.oficial
04/10/2019  


Compartilhar: