VoltarImprimir

Notícias

Tribunal do Júri25/04/2018
MPMG denuncia mulher por duas mortes no trânsito em Governador Valadares



O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da 16º Promotoria de Justiça de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, denunciou uma mulher pela prática de duplo homicídio qualificado e uma tentativa de homicídio. O crime foi cometido no dia 19 de março deste ano.

Segundo a denúncia, a acusada conduzia uma caminhonete sob a influência de substância psicoativa. Apurou-se, também, que ela não tinha habilitação válida, portando, no momento do ocorrido, uma licença internacional.

No dia dos fatos, a acusada dirigia o veículo na companhia de uma mulher, que contrataria como empregada doméstica. Ao passar pela avenida Moacir Paleta, a denunciada telefonou, por diversas vezes, para seu esposo, que não atendeu as ligações. Depois disso, ela passou a se comportar de maneira estranha e a imprimir maior velocidade no veículo, dizendo que seu marido a estava traindo.

Ainda na avenida Moacir Paleta, a denunciada realizou várias manobras perigosas e quase colidiu contra um motociclista, que veio a mudar de faixa para dar passagem. Mais à frente, a motorista passou em alta velocidade por radares e por uma lombada, colocando em risco a vida da outra passageira no interior da caminhonete e também das pessoas que estavam nos veículos que transitavam na avenida.

Ao passar pelo viaduto que dá acesso ao bairro Conjunto Sir, a caminhonete colidiu na traseira de uma motocicleta, momento em que duas vítimas foram lançadas contra a mureta de proteção do elevado. Com a colisão, a denunciada perdeu a direção do veículo, que se chocou por três vezes contra as muretas do viaduto, vindo, também, a colidir na traseira de uma motocicleta. A mulher que pilotava a moto foi arrastada pela caminhonete até o outro lado do viaduto, momento em que o automóvel bateu na mureta de proteção e parou.

A terceira vítima ficou prensada entre o veículo e a mureta de proteção, debaixo do automóvel, vindo a falecer no local. As outras vítimas foram socorridas, mas uma delas faleceu no Hospital Municipal.

A Polícia Militar foi ao local dos fatos e efetuou a prisão em flagrante da denunciada. Realizado o teste do bafômetro, concluiu-se que a acusada não estava sob efeito de álcool, porém apresentava sinais de estar sob a influência de substância psicoativa.

Ministério Público de Minas Gerais

Superintendência de Comunicação Integrada
Diretoria de Imprensa
Tel: (31) 3330-8016/3330-8166

Twitter: @MPMG_Oficial
Facebook: www.facebook.com/MPMG.oficial

Instagram:www.instagram@MPMG.oficial
25/04/2018


Compartilhar: