VoltarImprimir

Notícias

Meio Ambiente09/08/2017
MPMG e PBH firmam acordo para manejo e proteção dos animais do Parque Municipal, em Belo Horizonte

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e o Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para o manejo e a proteção da fauna doméstica e silvestre existente no Parque Américo Renné Giannetti, também conhecido como Parque Municipal, localizado no Centro da capital mineira. Entre os objetivos do documento estão o de buscar equilíbrio do ecossistema local e o de promover ações educacionais e de esclarecimento sobre as consequências de se abandonar animais domésticos no parque.

De acordo com o TAC, em até seis meses, o plano de manejo deve estar pronto de forma a se buscar o equilíbrio ambiental e a se harmonizar a proteção animal com as outras atividades desenvolvidas no parque. Para isso, alguns bichos poderão passar por castração, vacinação, vermifugação e minimização de estresse. Já os usuários do local deverão ser conscientizados, do ponto de vista legal e ambiental, sobre guarda e posse responsável de animais, pois o abandono de gatos no parque seria constante, sendo preciso coibir essa prática para garantir o bem-estar dos bichos e o equilíbrio do ecossistema local.

O número de felinos hoje no Parque Municipal gira em torno de 200. Alguns já teriam sido vítimas de maus-tratos, e outros, de morte cruel. Além disso, segundo o Ibama, a atual população de gatos no local levará a extinção de outras espécies, pois gera desequilíbrio ecológico. De acordo com a Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Belo Horizonte, o Parque Municipal é o patrimônio ambiental mais antigo da capital, sendo um refúgio para mais de 800 espécies de plantas e 70 tipos de animais, entre mamíferos, aves, répteis, anfíbios e insetos.

O TAC prevê ainda medidas para inibir o abandono de animais no parque e a alimentação não autorizada dos bichos, além de ações de conscientização sobre os riscos da soltura deles em ambientes públicos. Pelo documento, também deve ser criada campanha itinerante com informações sobre crimes relacionados à fauna doméstica e elaborado material educativo de valorização da fauna que reside no parque.

 

Ministério Público de Minas Gerais 
Superintendência de Comunicação Integrada
Diretoria de Imprensa
Tel: (31) 3330-8016/3330-8166
Twitter: @MPMG_Oficial
Facebook: www.facebook.com/MPMG.oficial
Instagram: www.instagram.com/MPMG.oficial
09/08/17  


Compartilhar: